Como Pode?

Icon

Você já se fez essa pergunta hoje?

Ilusão de ótica

Quando 3 é 4 e vice-versa.

3 vira 4

3 vira 4

Como pagar empréstimo antecipado

Muitas pessoas que têm empréstimos em bancos ou financeiras podem estar em boa situação, e podem querer quitar algumas parcelas (ou até o total). Esse é o exemplo clássico de antecipação de parcelas, amortização, liquidação de empréstimo. Chame como quiser.

Quitar um empréstimo tem muitas vantagens. Uma delas, por exemplo, é conseguir um desconto no valor. Normalmente, quando se paga um empréstimo, ou se pagam algumas parcelas, a instituição financeira responsável oferece um desconto proporcional à totalidade do que falta pagar. Ou seja: quanto mais parcelas forem pagar, maior o desconto.

Existem duas formas principais de se antecipar as parcelas de um empréstimo. Uma, é a chamada liquidação crescente, onde são antecipadas as parcelas que viriam normalmente na sequência. Você paga a parcela do mês que vem, e do outro mês seguinte, por exemplo.

Outra forma de se pagar um empréstimo é quitando as parcelas lá do final do seu financiamento. Você pode quitar a última, a antepenúltima, etc… é o chamado “pagar de baixo para cima”, ou “pagar do fim pro começo”.

Qual a diferença entre esses dois tipos de pagamento? Eu não sei. Sei que, de acordo com o tipo de amortização contratado pela empresa de financiamento, quando você paga as parcelas do começo, você estaria pagando parcelas que geram lucro na forma de juros para o banco. Isso porque as primeiras parcelas são assim mesmo, primeiro dão a vantagem para a instituição. As últimas parcelas, essas sim são as parcelas relativas ao que você contratou de fato, sem muitos juros para o banco. São parcelas mais “reais”.

Se você paga parcelas do começo, você está pagando bastante para a instituição. Eles recebem o que lhes é devido. Mas você pode se ver livre de parcelas que te atormentam no começo dos financiamentos, por exemplo. Pagando algumas logo de cara, você ficaria livre, pelo menos por alguns meses, do financiamento contratado.

Pagar parcelas do “fim para o começo” têm também suas vantagens. Você está diminuindo o tempo do seu empréstimo. Antecipando 10 parcelas do fim, por exemplo, você terá 10 meses a menos para pagar. Isso é válido, quando a pessoa tem planos para o futuro, e que já ir planejando tudo.

A diferença na ponta do lápis entre esses dois tipos de amortização não é fácil de se calcular. Isso porque, quando se tem dinheiro para quitar empréstimo, não necessariamente sabemos se vamos ter mais dinheiro mais para frente. Se não vamos ter dinheiro mais pra frente, o melhor é não pagar. Guarde pra eventuais necessidades.

Se você vai ter dinheiro mais pra frente, o cenário muda. Você pode pagar as primeiras parcelas… e assim que receber mais dinheiro, pode, ou aplicar um pouco (caso tenha pago muitas parcelas, e tenha “folga” do financiamento), ou pagar mais parcelas do começo. Pode também liquidar um monte de parcelas do final. Pagando do final, se pagam mais parcelas em quantidade do que se pagarmos no começo, com a mesma quantidade de dinheiro. Lembra-se dos juros que se paga aos bancos no começo? Eles que acabam diferenciando a quantidade de parcelas pagas com a mesma quantidade de parcelas.

Faça as contas.

Eu gostei do circo

A última vez em que fui num circo tem, pelo menos, uns 25 anos. Lembro vagamente de ter ido com meu pai, quando eu era criança ainda. O palhaço me deixou meio traumatizado naquele dia. Numa de suas brincadiras, ele sentou no colo do meu pai, fez alguma graça… e é só isso que lembro.

Hoje tive o prazer de ir num circo com minha filha. É um circo bem modesto, familiar, como dizem por aí. Acompanhei esses últimos dias ele subindo aos poucos, devagar. Bem do lado de casa.

Ver as pessoas levantando o circo, fazendo uns gatos, endireitando as antenas Sky em seus traillers, não me causou boa impressão. Meio que fui preconceituoso, julgando aquele povo que se instalavam num terreno baldio, sem cerimônia.

Ao entrar no circo, no entanto, mudei radicalmente de opinião. Ver os palhaços, que no dia anterior davam duro pra erguer os postes, as grades… ver o homem que cospe fogo, e que no dia anterior, capinava parte do terreno… ver a adolescente trapezista, que no dia anterior, parecia uma vagabunda, estirada numa rede, à toa…

Como somos preconceituosos. Tive a imensa felicidade de sorrir com as piadas contadas pelos palhaços. Meus olhos, tanto quanto os de minha filha, brilharam quando vi os malabares. Me emocionei quando vi o palhaço, que segundos antes estava no palco, e que momentos depois estava na correria, vendendo brinquedinhos na platéia.

Trabalhar em circo não deve ser fácil, mas o trabalho deve ser dos mais gratificantes. Ver o sorriso das crianças, dos adultos, que se entregam a essa volta à infância, deve ser demais.

Como clarear fotos online

Quem tira muitas fotos, à noite principalmente, pode ter problemas na iluminação. Resultado: fotos muito escuras.

Uma das formas de atenuar esse escurecimento das fotos é usar um programa editor de imagens. Para quem não tem um programa instalado, pode tentar fazer a correção na internet mesmo, sem precisar baixar nenhum programa. Só visitar o http://www.clarearfoto.com.

No http://www.clarearfoto.com é só fazer o upload de sua foto escura, e dizer qual a porcentagem de clareamento desejado. Em instantes, você poderá ver detalhes que nem apareciam antes!

Se você quiser, poderá aplicar ainda outros efeitos interessantes, como esfumaçar, colocar molduras, colocar bordas, recortar, girar, inverter, e muito mais!

Confira no http://www.clarearfoto.com.

Como conseguir seguidores no Twitter

Quem tem Twitter sabe que é legal ter muitos seguidores. Postar pra ninguém ler nem sempre é interessante. O ideal é que, ao postar, quanto mais pessoas lerem, melhor.

Ter muitos seguidores no Twitter é algo muito subjetivo. Você pode ter uma meia dúzia de seguidores, que realmente te seguem, e para os quais você é importante. Você pode ter também milhares de seguidores, e que nunca nem se deram ao trabalho de entrar no seu Twitter. São apenas números.

Para ambas as situações, são vários os prós e contras. Se você tiver seguidores fiéis, e sua mensagem for importante, relevante, ela será lida, com certeza. E são grandes as chances dela ser passada adiante, de ser comentada, etc e tal. Se você tiver centenas de milhares de seguidores, por questões matemáticas, estatísticas, ela poderá ser lida também. Se você tiver sorte, alguém vai ler, vai achar interessante, e pode passá-la adiante também.

Se fôssemos levar em consideração o porque dessas redes sociais existirem, certo seria que os seguidores fossem, de fato relevantes. Isso faria com que a informação que transita pela rede seja mais robusta, mais direcionada. Não apenas palavras jogadas ao vento, como muito se vê hoje em dia. A razão de ser da rede social seria, de fato, ser social.

Ter seguidores “zumbis”, segundo essa premissa, é algo sem valor, portanto. Não vale nada. É o típico comportamento adolescente, de ser popular, de querer ter muitos amigos, sem nem mesmo conseguir dar atenção a todos eles. Ter muitos seguidores seria a razão principal da rede social, nesse contexto. Aos olhos dos outros, de quem vê um número inflado de seguidores, pode-se até ter a impressão de que o seguido é mesmo “popular”. O que nem sempre acontece.

Utilizar os vários sistemas que existem por aí para conseguir mais seguidores faz justamente isso. Adiciona, com o mínimo de critério, pessoas aleatórias em Twitters aleatórios. E nessa aleatoriedade, os números disparam. Nesses sistemas, o adicionar automático, o “conseguir mais followers”, hoje oferecido de forma gratuita e paga, podem ser considerados uma praga nas redes sociais.

Se você quer conseguir mais seguidores no Twitter de verdade, seguidores que realmente sejam relevantes, é necessário que você seja relevante para eles também. E isso é algo muito relativo. Você pode ser um anônimo, com milhares de seguidores, pois escreve (tuita) coisas engraçadas, ou interessantes, ou informativas… escreve algo que mereça ser lido. E isso vai muito de cada um.

Uma forma de ser relevante é postar algo relevante. E uma das formas de postar algo relevante pode ser feito no site TWIGRUPOS (http://twigrupos.com). Lá é possível criar uma campanha, sobre qualquer tema. Ao criar a campanha, você deve enviar uma imagem, que será como um selo, um adesivo, que será colado sobre a sua foto do Twitter. Esse adesivo deve ser algo relativo à sua campanha. Ao criar a campanha, o adesivo fica disponível para ser colado por todas as pessoas que se interessarem pelo tema.

Quem colar o adesivo sobre sua própria foto, imediatamente irá te seguir no Twitter também. Isso é ser relevante, sem trapaças. Se sua campanha for interessante, muitas pessoas irão te seguir. Com muita sorte, como num efeito cascata, milhares de pessoas podem acabar te seguindo.

Você pode tentar criar uma campanha e sair divulgando. Faça o teste!

http://twigrupos.com

Cuidado no restaurante chinês

Cuidado pra não levar gato por lebre

No restaurante chinês

No restaurante chinês

Como estudar para a segunda fase da Unicamp e Fuvest

Ok, você está estudando desde o começo do ano (ou até mais), e tem certeza que vai passa para a segunda fase do vestibular da Unicamp e da Fuvest. Como se preparar para as provas específicas?

Como as duas instituições têm questões dissertativas, o macete é o mesmo. Vale para todas as provas da segunda fase. Questões dissertativas costumam filtrar os candidatos com maior capacidade analítica e raciocínio lógico. Por exigirem não apenas o conhecimento da matéria, com detalhes que às vezes nem lembramos, as provas exigem do aluno uma organização do raciocínio que surpreenda o examinador. Que mostre a ele sua capacidade de responder o que foi pedido, de forma coesa, limpa, sem floreios. Isso surpreende o examinador.

Questões da parte de exatas requerem o 8 ou o 80. Não há muito o que fazer a não ser usar as as fórmulas corretas, sem exagerar na argumentação. Encher lingüiça na prova de matemática é perda de tempo. Se você tem uma noção do caminho a tomar na resolução da questão, esboce esse caminho sem floreios. Mesmo que o resultado não esteja correto, a sua capacidade de entender o que foi pedido, e demonstrar que você tem bagagem para compreender e conjecturar, é tão importante quanto escrever sem parar.

Questões de português e literatura pedem atenção especial, pois demonstram a capacidade de leitura de texto. Contextualizar a questão, de literatura, por exemplo, na sua época literária, torna a questão meio que de historia também. Cruzar os dados, apontar características do período, extrair do próprio enunciado trechos específicos, é o caminho para uma boa resposta.

Inglês, infelizmente, tornou-se pré-requisito. Compreender o texto, e não errar nos tempos verbais, é fundamental. O vocabulário só se acumula ao longo dos anos, então se você não souber uma palavra, paciência. Tente contextualizar uma outra palavra, para ter noção geral do que o texto fala.

Os melhores aplicativos para iPhone 4

Tenho usado o iPhone 4 com bastante frequência, e alguns aplicativos tem me ajudado bastante no meu dia-a-dia. A maioria deles, na verdade, são jogos. E como fico entediado fácil durante o dia, nada como um bom joguinho pra relaxar.

O primeiro deles é o BloonsTD4. Esse joguinho é viciante. O objetivo principal é estourar balões, de várias cores, que percorrem um determinado percurso. Para estourá-los, você irá contar com a ajudar de diversos macacos. Cada macaco tem uma habilidade específica. Uns atiram bumerangues, outros dão tiros de canhão, etc. A idéia é posicionar os macacos (e muitos outros recursos) de forma a não deixar nenhum balão escapar.

BloonsTD4

BloonsTD4

Você pode jogar o BloonsTD4 online no site http://ninjakiwi.com/Portugues/Games/Tower-Defense/Play/Bloons-Tower-Defense-4.html

Outro joguinho que interessante é o NBA 2K12. Esse é um jogo de basquete, da NBA, onde é possível jogar com estrelas do passado, como Michael Jordan, Magic Johnson e Larry Bird. Para quem era viciado como eu no Lakers vc Celtics, esse jogo é fenomenal. Os dribles, os arremessos, a armação, a estratégia… eu parei no tempo, e não imaginava que jogos de basquete estavam nesse nível.

NBA 2K12

NBA 2K12

http://2ksports.com/games/nba2k12

Um aplicativo que uso de vez em quando é o SoundHound. Imagine a situação: você achou um CD perdido por aí, com centenar de músicas mp3, e resolveu jogar no iPod. Muitas das músicas nem tem nome, estão apenas como Track 01, Track 02… aí é foda né.

Con o SoundHound, você consegue identificar que música está tocando. O app automaticamente faz uma análise, do comecinho da música, e te diz o nome da música, o autor, a letra, e muitas outras informações relevantes. Você pode ainda cantar, com a própria voz, trechos da música, e ele acha pra você (acha as informações, não a música).

http://www.soundhound.com/

Se você trabalha com sites na Internet, vai gostar do Quicklytics. Ele busca informações do Google Analytics (é necessário fazer o login com seus dados do Google), e mostra de forma bem organizada cada um dos seus sites. Eu particularmente uso bastante ao longo do dia, já que tenho centenas de sites. E como não dou muita atenção para todos eles, uso o Quicklytics pra ter uma visão geral do que aconteceu nos últimos dias (ontem, no mês, e customizado). Pelo que vi, ele foi desenvolvido por um brasileiro. Muito legal!

Quicklytics

Quicklytics

Daqui uns dias posto mais uns apps legais!

Os atrasados do ENEM. Estou falando dos jornalistas.

Todo ano é a mesma coisa, e parece que a tendência é fica pior. Com a crescente degenerescência dos jornalistas, faltam matérias interessantes. E na falta de assunto, resta falar dos atrasados do ENEM.

Pelo que vi esses dias, o índice de abstenção foi de mais de 20% no primeiro dia. Ou seja, mais de 1 milhão de candidatos não foram fazer a prova. Isso mostra que o ENEM não é levado a sério como deveria. Tanto pelos estudantes, quanto pelos jornalistas.

Foram várias as manchetes nos principais sites do país. Todos dando destaque para os estudantes atrasadinhos, e para as falhas de segurança do processo seletivo. Infiltraram jornalistas e fotógrafos no exame, e encontraram uma série de problemas.

Um dos problemas encontrados, alardeado com o fim do mundo, foi o fato de estudantes “tuitarem” durante o exame. Na verdade, o problema maior, de acordo com o edital, é portar e usar equipamentos eletrônicos, como o celular. Na falta do que escrever, os jornalistas exageram na dose e prolongam a matéria citando o serviço de micro-blogging Twitter. Por que, eu não sei.

Em algumas cidades, de acordo com reportagem da rádio CBN Campinas, um estudante atrasado conseguiu entrar. Tal estudante havia sido prejudicado, pois o seu local de prova foi alterado, e ele não recebeu a notificação. Por 4 minutos, os fiscais deixaram ele entrar. Uma outra candidata, por 10 minutos, não entrou. Por que?

Essa pergunta não faz sentido para uma reportagem de uma rádio conceituada como a CBN. Não entrou porque não poderia ter entrado. Ou a CBN agora tem um poder de decidir quem pode entrar, ou quem não pode entrar? E não me venham citando o rapaz que entrou com 4 minutos de atraso. Ele entrou, e pronto. O que a CBN faz de útil tentando armar um complô contra os fiscais, contra os responsáveis pelo exame, jogando duas situações diferentes (4 minutos e 10 minutos de atraso)? O que faz da CBN capaz de dizer que 10 minutos dá o mesmo direito a quem entrou com 4 minutos? Aliás, o que dá direito a CBN de questionar se o estudante poderia entrar com 4 minutos de atraso?

O jornalismo da CBN é tão sensacionalista quanto o do UOL, que ontem e hoje publicaram reportagens sobre o exame. O UOL infiltrou um fotógrafo, que tirou fotos dos cadernos de questões sendo abertos. Grande reportagem jornalística, deve ter acrescentado em muito para o currículo do fotógrafo. Pior ainda foi o repórter convocado na última hora para ser fiscal de prova, e que acolheu, sem nenhum conhecimento técnico, um RG que não era original. Que furo de reportagem, um RG não original serviu pra fazer a prova do ENEM.

Isso mostra que as prioridades jornalísticas estão cada vez menos focadas. Escreve-se sobre qualquer bobagem. Quão importante é o ENEM, dada a quantidade de problemas, falcatruas, injustiças que existem aos montes por aí? Ou é mais importante ficar o final de semana inteiro publicando reportagens sobre o candidato doente que fez a prova? Ou então se preocupar com quais músicas os estudantes escutavam antes da prova?

Vão fazer algo que presta.

Todo japonês é honesto, trabalhador, certinho?

Diz a lenda que as pessoas de ascendência oriental são trabalhadores, honestos, de confiança. Em especial os japoneses. Quem conhece, ou já conheceu alguma família de japoneses, tem essa impressão.

Isso acontece por vários motivos. Como vieram de outro país a trabalho, e conseguiram relativo progresso, as pessoas têm a impressão de que todos os japoneses merecem respeito e admiração.

De fato, grande parte dos japoneses não passa maiores necessidades. É difícil ver algum descendente de japonês pedindo esmola, por exemplo. Ou ainda, pouco se ouve falar de descendentes de japoneses envolvidos em crimes como roubo, assassinatos, sequestros.

No entanto, é bom ficar de olhos bem abertos. Como em toda sociedade, existem sim os ovelhas-negras, pessoas que resolvem fugir a regra, e acabam sendo recriminadas com ou sem razão.

Uma dessas pessoas apareceu recentemente nas manchetes. É uma jovem de Campo Grande, de apenas 19 anos. Detenta. Descendente de japoneses. Acusada de trafico de drogas. Seu nome é Kettryllen Oshiro, e venceu recentemente um concurso de beleza. Que grande orgulho deve ser para os pais e avós.

http://glo.bo/p0MmZC

Japonesa presa

Japonesa presa

Outra pessoa mais famosa é o político Luiz Gushiken. Segundo a wikipedia,

“Em 2005 Gushiken foi acusado e defende-se em processos em curso junto ao Tribunal de Contas da União e ao Supremo Tribunal Federal. Deixou a Secretaria de Comunicação e perdeu o status de ministro, assumindo a função de Chefe do Núcleo de Assuntos Estratégicos, NAE. Deixou o governo definitivamente em 2006, pouco tempo após a reeleição de Lula.”

Luiz Gushiken

Luiz Gushiken

Em São Paulo, no bairro da Liberdade, temos um ou dois japoneses mendigos. Quem já passou por lá deve ter visto. Diz a lenda que várias famílias de descendentes de japoneses de lá já tentaram ajudá-lo, mas o boa vida simplesmente recusa-se a receber qualquer tipo de ajuda.

Esse não é ele

Esse não é ele

Se levarmos em conta a questão de bom senso, temos na mídia alguns descendentes que tiveram suas atitudes questionadas, por não estarem de acordo com o que “boas famílias” pregam. Estamos falando da famosíssima Sabrina Sato, que além de posar pelada, protagonizou uma das poucos transas no Big Brother Brasil, da rede Globo.

Sabrina Sato

Sabrina Sato

Mais espantoso ainda foi um sequestro ocorrido há mais de 20 anos na cidade de Mogi das Cruzes. Dois estudantes do renomado ITA, de São José dos Campos, sequestraram a filha de uma das famílias mais tradicionais da cidade, os Eroles, de uma empresa de ônibus. Pascoal Katsumi Ishii e Eiji Ishisaki, foram mortos por manterem em cárcere privado (sequestro) Thabata Larissa Eroles Aragão. Diz a lenda que eles foram cobrar uma dívida relativa a contrabando de produtos do Paraguai. Na época, Gil Gomes deu o ar da graça na cidade, chamando o ITA de Instituto de Treinamento de Assassinos. Os dois estudantes foram mortos.

http://www.tvmoginews.com.br/default.aspx?id=3823

No Japão, os descendentes de japoneses são personagens pitorescos das mais variadas tragédias familiares, dignas de Nelson Rodrigues. Brasileiros (sim, brasileiros, pois nasceram no Brasil) descendentes de japoneses aparecem com frequencia nos telejornais japoneses. Mal vistos, são responsáveis por pequenos furtos, desinteligências, e até assassinatos. O brasileiro Adriano Sakamoto (35) é o principal acusado de ter matado a japonesa Yumi Harada (36) grávida de 7 meses dele em Aichi-ken, Kota-cho.