Pessoas

Hwang Min Woo cresceu. O que? Você não lembra dele?

Posted in Engraçado, Pessoas, Vídeos on February 25th, 2016 by Administrador – Be the first to comment

Você deve se lembrar do garotinho que dançava no clip do Psy, Gangnan Style. Seu nome é Hwang Min Woo. E ele cresceu.

Hwang Min-Woo

Hwang Min-Woo

 

<iframe width=”560″ height=”315″ src=”https://www.youtube.com/embed/eZnRFXsde_Q” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Como revender lingerie

Posted in Interessante, Natureza, Oportunidades, Pessoas on December 5th, 2012 by Administrador – Be the first to comment

Se você é mulher, provavelmente usa lingerie. E se é uma mulher vaidosa, não usa uma lingerie qualquer.

Fato é que existem centenas de milhares de opções em lingerie. Calcinhas e sutiãs (soutiens) fazem a alegria das mulheres. Basta entrar em uma dessas lojas de roupas íntimas, e reparar no olhar atento e de cobiça da mulherada. É, assim como as lojas de cosméticos, um dos paraísos em terra firme.

Comprar e revender lingerie, portanto, é negócio certo. Experimente chegar nas suas amigas, com uma mala de lingerie. É pior que pobre fazendo boca livre em self-service. Calcinhas e sutiãs voam pelos ares.

O lucro, de acordo com as principais marcas do ramo, gira em torno dos 40%. São muitos produtos, o que permite às revendoras acertar em cheio na hora da revenda. Sempre uma mulher vai querer levar alguma coisa.

Uma das formas de revenda é a chamada revenda em consignação. Nesse tipo de revenda de lingerie, as revendedoras pegam os produtos dos fornecedores, e oferecem às suas compradoras, com a margem de lucro que desejarem. No final, as revendedoras pagam aos fornecedores somente o que venderam, devolvendo o que não venderam. O lucro fica com a revendedora.

A revenda em consignação normalmente tem uma margem de lucro menor. Isso acontece porque o fornecedor não vende tanto quanto poderia, não tendo a certeza de seu lucro. Ele só ganha se as revendedoras revenderem bem.

Mesmo assim, a revenda em consignação de lingeries é uma das formas mais difundidas por aí. Toda mulher conhece uma amiga, ou amiga de amiga, que revende aquela calcinha, aquele conjuntinho, aquela linha praia, linha sexy, linha infantil…

Uma outra forma de revenda de lingerie é a compra em atacado. A revendedora chega no fornecedor (ou, o mais comum, o contrário: os fornecedores levam a lingerie até a revendedora), e a revendedora compra grandes quantidades de calcinhas, sutiãs, etc. Não há a opção de devolução, a opção de troca. O lucro é todo da revendedora. E o fornecedor tem também o seu lucro.

Na revenda de compra por atacado de lingerie, a revendedora tem um lucro maior, pois compra quantidades maiores, e tem descontos. No entanto, a revendedora corre o risco de ter alguns produtos encalhados, ou demorarem mais para revender. Isso acontece normalmente, pois a mulher é um ser estranho. Uma hora ela quer usar preto, outra hora quer branco. Isso, se não vierem oferecer aquela calcinha fofa último modelo etc e tal. Aí já era, a mulher incorpora a compradora compulsiva.

Encontrar fornecedores de lingerie é fácil. Na sua cidade existem centenas de revendedoras. Basta procurar a etiqueta, procurar no Google a marca, e ligar diretamente para o fornecedor, perguntando pelo supervisor responsável. Com sorte, é possível até se tornar a supervisora da região. São tantas as marcas, que você pode ser tornar a revendedora exclusiva. Isso, até outra mulher resolver tem a mesma idéia… mas aí ela pode ser intimada a reportar a você.. e você ter parte nos lucros dela. E por aí vai.

Quer revender lingerie de porta em porta? Quer revender lingerie na casa das amigas? Quer revender lingerie e ganhar um dinheiro extra? É fácil!

Meio velho

Posted in Imagens, Impressionante, Pessoas on June 2nd, 2012 by Administrador – Be the first to comment
Meio velho

Meio velho

Incrível imagem do rosto de um senhor, caminhoneiro, que tomou sol com maio frequência do lado esquerdo, durante 28 anos.

link

Garota ‘se liberta’ e tira aliança no meio do bloco

Posted in Engraçado, Natureza, Pessoas on May 25th, 2012 by Administrador – Be the first to comment

Comentário pertinente que fizeram:

“quem se liberto foi o cara,olha que canhão mano! kkkk” (ceh003)

Tai Chi Chuan

Posted in Imagens, Pessoas on April 14th, 2012 by Administrador – Be the first to comment

Também conhecido como a arte de conservar-se firme no repouso. Muito popular na Itália.

Tai Chi Chuan

Tai Chi Chuan

A relação entre um cachorro e o homem

Posted in Natureza, Pessoas on April 3rd, 2012 by Administrador – Be the first to comment

Três palavras bastam para descrever, senão definir, a relação que existe entre um cachorro e o homem, seu dono. Amizade, lealdade e ingratidão caminham juntas. Nem tudo são flores, e às vezes nem percebemos.

Há quem diga que um cão, animal irracional, tem capacidade limitada de discernimento. Seria incapaz, talvez, de saber o que é certo ou errado, vivendo apenas por instinto. Come quando tem fome, dorme quando tem sono ou está cansado, reage quando sente-se ameaçado. Como outro animal qualquer.

Quem tem um cachorro, no entanto, sabe que isso não é verdade. Um cachorro, animal doméstico, vai além do que seu instinto recomenda. Quando o cachorro tem um dono, percebe-se que existe entre os dois uma relação de amizade, em especial do animal para com seu dono. O cachorro fica feliz na sua companhia. Fica feliz quando o dono chega. Fica feliz por saber que ele está bem (segundo sua percepção, quando o dono não está mal). O que se vê é um grande exemplo da própria definição da amizade, “lealdade ao ponto do altruísmo“. Lealdade.

A lealdade é evidente. São inúmeros os casos onde o animal arrisca a própria vida, quando vê seu dono em perigo. Entregar-se dessa forma, arriscando-se, sem pensar, fiel até o último momento, é algo que não se vê por aí. E o cão o faz.

O animal se entrega. Não importa se o dono é rico, se é pobre, se lhe dá abrigo, se não lhe dá comida. Não importa se a ração é de qualidade, se tem veterinário, nada importa para o animal. Basta um afago, basta seduzi-lo, de forma sincera (ou não), e o cão aceita. Crê ter um novo dono, inocente ao extremo. E enquanto esse dono não lhe fizer mal, a amizade está selada. O animal acredita ter ao seu lado seu melhor amigo, e fará tudo por ele.

Onde se vê casos assim? Nem na própria relação, do animal para com seu dono. Por mais bonita que seja a amizade, por mais bonito que pareçam ser os laços entre o cão e seu dono, nem o próprio dono consegue externar, com a mesma intensidade, com a mesma sinceridade, o que ele sente pelo seu animal. E não o faz, não por não conseguir, mas por não sentir o mesmo. Não de forma nem igual. É uma relação desigual.

Nunca um dono se entregou pelo seu animal. Nunca se ouviu falar de um dono que deu a própria vida para salvar a do seu cão. Por mais lágrimas que o dono verta, quando se tem que sacrificar o animal, nem de longe tais lágrimas se equiparam à fúria desenfreada, em situações de perigo, em que um cão tenta salvar o seu dono. O cão se entrega. O dono não.

Ingratidão, do dono para com seu animal de estimação?

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/02/120209_gelo_cao_rc.shtml

Quando não fazer o teste do bafômetro

Posted in Pessoas, Vídeos on March 28th, 2012 by Administrador – Be the first to comment

Muitas pessoas se perguntam sobre a obrigatoriedade de se fazer o Teste do Bafômetro, quando abordados por agentes de fiscalização de trânsito. As dúvidas são muitas. É obrigatório? Pode-se recusar a fazer o Teste? A pessoa é levada para a delegacia? Faz-se exame de sangue?

Resumidamente, pode-se dizer que o Teste do Bafômetro é obrigatório. Evidentemente, quem se recusa a fazer, deve sofrer alguma penalidade. E acaba sofrendo mesmo.

Dirigir bêbado, ou sob a influência de álcool, é algo muito sério. Hoje em dia, essa infração é caracterizada como crime, e também como infração administrativa. São dois problemas distintos, cada um com suas características e consequências.

É crime quando se está dirigindo embriagado, com quantidade igual ou acima de 6 decigramas de álcool no sangue. Sua pena varia de 6 meses a 3 anos de prisão, multa, suspensão ou proibição de dirigir.

É infração administrativa quando se está dirigindo sob influência de álcool. O castigo é a suspensão do direito de dirigir, apreensão da carteira e retenção do veículo.

Repare que a diferença principal entre o crime e a infração administrativa é saber se, na hora da abordagem o cidadão tem 6 decigramas ou mais de álcool no sangue. E isso só pode ser determinado através do Teste do Bafômetro.

É aí que entra o bom senso do motorista. Bêbado ou não, quem decide qual castigo levar é só o motorista. Ele é que vai decidir o que é melhor, de acordo com seu bafo.

São poucos os cenários prováveis. Desenhando, temos:

1) Aceitando fazer o Teste do Bafôemtro:
1.1) Pouco embriagado (menos de 6 decigramas de álcool).
1.2) Embriagado.

2) Recusando o Teste do Bafômetro:
2.1) Pouco embriagado (menos de 6 decigramas de álcool).
2.2) Embriagado.

O que fazer na hora do Teste? Como o motorista não tem um aparelhinho confiável pra saber a quantas anda seu sangue, ele é que irá decidir o que é melhor. Se ele não bebeu nada, é fazer o Teste, e pronto. Agora, se ele bebeu um pouco, a situação se complica.

Ao fazer o Teste, ele corre o risco de cometer, ambos, crime e infração administrativa. Se não estiver com 6 decigramas pra cima, é só um mero infrator. Agora, se estiver chapado, é um infrator e criminoso. Enquadra-se no pior cenário possível (1.2), e está ferrado duas vezes.

Se o cidadão se recusar a fazer o teste, ele evita ser enquadrado como criminoso. Mas, automaticamente, ele irá ser enquadrado como infrator, sofrendo as penalidades da infração administrativa. Mesmo não estando bêbado, ao se recusar a fazer o teste, é essa a penalidade.

O que é melhor? Na dúvida, o melhor é recusar o Teste. Você é obrigado a fazer, mas se não fizer, ninguém irá lhe obrigar. Você só irá pagar o castigo devido. Na dúvida, é o melhor a fazer. Isso porque, se pintou a dúvida, é porque o cidadão já está mais do que alterado. Poucas são as chances do cidadão ser um bioquímico, e conseguir dizer qual a quantidade, em decigramas, que tem de álcool no sangue. Uma latinha pega? Duas latinhas pega? Três latinhas pega? Eram latinhas mesmo?

Ok, uma latinha provavelmente não pega, não sobe, não bate nem de longe nos 6 decigramas. Mas e com duas latas? Tem gente que, com duas latas, já perdeu o rumo de casa. Isso sem falar em quem tomou 3, 4, 10 latas, e acha que ainda está na segunda. Ou acha que não bebeu. Acha que é valente, e pede pra assoprar o bafômetro…

Tem certeza que tomou só uma lata? Ok. Só não se esqueça que o crime não compensa. E nao cabe recurso pro crime. E tem multa. E tem todas as penalidades da infração administrativa também.

Lembrando que, o melhor mesmo, é não beber.

Porrada

Posted in Pessoas, Vídeos on March 25th, 2012 by Administrador – Be the first to comment

Vai uma injeção de ânimo?

Posted in Impressionante, Interessante, Natureza, Pessoas, Vídeos on March 20th, 2012 by Administrador – Be the first to comment

E pra você que está desanimado, inconformado, desiludido, revoltado, que tal uma injeção de ânimo pra dar aquela animada?

Amigo gordinho

Posted in Imagens, Pessoas on March 20th, 2012 by Administrador – Be the first to comment

Essa é pra quem é gordinho, ou tem um amigo gordinho!

Amigo gordinho

Amigo gordinho