Como Pode?

Icon

Você já se fez essa pergunta hoje?

A revolução por trás do Periscope

Lançado há pouco tempo, o aplicativo Periscope, do Twitter, é algo revolucionário na Internet. Poucas pessoas se deram conta sobre a importância dessa nova forma de se comunicar.

O Periscope foi uma resposta ao Meerkat. Para quem não sabe, o Meerkat foi o pioneiro na transmissão ao vivo de vídeo. É o chamado broadcasting: qualquer pessoa, hoje, agora pode transmitir informações via celular, para quem quiser assistir.

Qualquer pessoa agora pode se transformar em uma emissora de TV. Virar um repórter. Dar um furo jornalístico ao vivo. Basta ter um celular em mãos, e começar a transmitir para seus seguidores, ou para quem quiser assistir.

A idéia de broadcasting, de streamming, tem o seu caráter revolucionário por criar uma nova forma de comunicação. Se com a Internet já era possível procurar, selecionar a notícia (ao contrário da TV, onde a notícia que víamos era somente aquela, imposta pelas emissoras), agora a notícia perdeu toda e qualquer centralização, monopolização. Não dependemos mais desse ou daquele grupo de mídia, de impérios jornalísticos, de censuras prévias, de replicações tendenciosas das notícias. Depender de um Vimeo, de um Youtube, de blogueiros ou redes sociais espalhando notícias sem sentido? Não mais.

O poder da transmissão AO VIVO em vídeo, por qualquer pessoa, quebra toda e qualquer forma de ruído, de interferência, de parcialidade. É a informação nua e crua, sem retoques.

Faça o teste. Abra o Periscope, e encontre algum evento sendo transmitido ao vivo. Ao mesmo tempo, procure sobre o evento na Internet (provavelmente em algum site, ou post, ou mesmo na TV).

Compare o que você vê sendo transmitido, e o que está sendo dito no site, ou na TV. E tire suas próprias conclusões.