Como Pode?

Icon

Você já se fez essa pergunta hoje?

Como morar em uma república de estudantes

Ok, você passou no vestibular, seu pai te deu (ou não) um carro de presente, e você está de mudança para a cidade distante onde irá estudar. Beleza?

Beleza o caramba. Você está ferrado. Sinto lhe informar, mas ao sair da casa dos seus pais, o seu mundo começou a virar de cabeça para baixo, colega.

Entrar na faculdade e morar fora é um passo dado, e muito bem dado, em direção à vida adulta. Normalmente, jovens dos 17 aos 20 anos acabam caindo nessa armadilha da sociedade, e, num passe de mágica, tudo que era bonitinho, tudo que era maravilhoso na casa dos pais, começa a complicar.

Não que estudar em uma universidade, pública ou não, não seja legal. Não que morar fora não seja legal. Mas é bom que você saiba que, junto com essas alegrias, vêm junto um monte de problemas também.

Caso você não tenha dinheiro, e seus pais também não, você terá sérios problemas para se adaptar à nova vida. Ter que viver com o dinheiro contado, fazer contas para ir ao supermercado, economizar, tudo isso pode ser novidade para os novos universitários, acostumados à comidinha da mamãe, da mesadinha (e um pouco mais) do papai.

Morar com outras pessoas também é comer o pão que o diabo amassou. Por mais paciente que você seja, por mais sociável que ache que você é, você tem grandes chances de entrar em uma república, e dividir quarto com o ser mais repugnante que você já viu em toda sua vidinha besta. De repente, você pode estar dividindo o beliche com um porco roncador, com uma menina rockeira (e seus headphones), com mais 3 colegas viciados em video-game (e você não). Você pode dividir o teto com um Ricardão-mór, comedor insaciável, e você, justiceiro, ainda sofrendo descascando bananas.

A vida é isso camarada. Não pense que tudo é lindo maravilhoso.

Para aceitar essa nova fase da vida adulta, você deve se conformar com tantas mudanças. Pode tentar fazer o jogo de seus amigos, e se tornar um deles (é aí que começa a decadência dos universitários), ou pode se mudar para uma kitnet de um quarto-e-sala. Se isolar do mundo nos 4 ou 5 anos de faculdade, e sair ileso.

Pode também tentar ser o herói, e lutar contra tudo e contra todos em sua república. Isso, até ser escolhido para ser mandado embora. Pode ainda bancar o pai de todos, ser aquele que irá tomar conta de tudo, e assumir, de fato, as responsabilidades da vida adulta.

Tudo é questão de escolha.

Bom saber que o ambiente universitário te ensina a tomar as primeiras decisões da sua vida. Você pode mudar de república tranquilamente (desde que não exista o esquema de multa ou de substituição de inquilino). Você pode ir embora, como já disse antes. Você pode começar a questionar e enfrentar seus amigos de república. Sim, aqueles que mijam fora do vaso, ou que mijam no chuveiro, ou que deixam as cuecas mijadas penduradas nos registros. Pode reclamar com aqueles que não lavam os pratos, ou que atrasam os pagamentos, ou que roubam sua comida, ou que não respeitam o seu sono. Pode querer bater em quem toca guitarra, trompete, teclado, ou que resolveu comprar uma bateria. E por aí vai.

Tem certeza que vai prestar vestibular esse ano? Se passar, vai morar em república? Tem certeza que vai morar em outra cidade, sem dinheiro, longe dos seus pais?

Parabéns. Faça isso mesmo, e tenha histórias para contar para seus filhos. Assim como eu tenho muitas para contar também! =)

Category: Oportunidades, Pessoas

Tagged:

Leave a Reply