Como Pode?

Icon

Você já se fez essa pergunta hoje?

O que comprar para o Dia das Crianças

Depois de amanhã é Dia das Crianças e você ainda não comprou presentes. Vai deixar a criançada na mão?

Se você tem filhos, sobrinhos, netos, enteados, filho de amigos, e etc, aí da dá tempo. Criança é criança, e ela está esperando sua boa vontade.

Uma dica de ouro para escolher o presente é a seguinte: não compre roupas. Roupa é a casa do caralho, a criança vai pensar. E você irá ficar marcado para sempre na memória como o regulão.

Criança gosta de brinquedo. Se for menino, não tem como errar. Escolha carrinhos, bolas, arminhas de água, bonecos de super heróis. Isso, se você for pão duro, ou não tiver muita intimidade com o moleque. Se for parente, e for o primeiro presente, tente aqueles brinquedos incrementáveis: um vídeo game hoje, e jogos toda vez que for visitar o abençoado. Com os jogos pirateados hoje em dia, fica fácil acertar. E o moleque vai gostar mais de você do que do próprio pai.

Nessa mesma linha, incluo coleção de carrinhos, ou um conjunto caprichado de trenzinhos. Com o tempo, você pode dar novas peças.

Para as meninas, bonecas. Tem uma centena de bonecas por aí, que até falar já estão falando. E menina gosta de bonecas. Não tem erro.

Da mesma forma, se você for abonado, ou padrinho, ou pai, aí a coisa é mais refinada. Pode partir pra cima das Barbies mais sofisticadas (para as mocinhas), ou aqueles kits de cozinha, com fogões, geladeiras, quartinhos montados… morra aí, por favor, peo menos uns R$ 150,00.

Bonecas são, por padrão, auto-incrementáveis (um termo da computação hehe). Então se você der bonecas, pode dar roupinhas da boneca também (com a boneca). Só dar a roupinhas não rola. Se você for muito pão-duro, pode comprar aquelas Pollys, que são mais batatinhas, e tem uma infinidade de coisinhas. E sempre dá pra comprar mais uma bonequinha junto.

Se você for muito pobre, ou tiver sido abençoado pra valer mesmo, e tiver trocentos pirralhos pra agradar, não se preocupe. Existem por aí brinquedos baratinhos (aqueles de plástico mesmo, que vêm em saquinhos). Se o cristão do moleque for bonzinho, vai agradar da mesma forma.

Tomo como exemplo a minha infância. Tive a sorte de ter pais e tias que me deram de tudo um pouco. Mas dois brinquedos que marcaram a minha infância foram dados por um tio do meu pai. Era um carrinho de plástico colorido, desmontável, menor que uma caixa de fósforos, e um pião menor ainda, com uma espiral desenhada. Brinquedinhos que custaram, sei lá, R$ 10,00 nos dias de hoje?

Bom… brinquei muito com eles. E comigo funcionaram. Tive pouco contato com esse tio do meu pai, mas sou muito grato a ele.

Category: Interessante

Tagged:

Leave a Reply