Como Pode?

Icon

Você já se fez essa pergunta hoje?

Todo japonês é honesto, trabalhador, certinho?

Diz a lenda que as pessoas de ascendência oriental são trabalhadores, honestos, de confiança. Em especial os japoneses. Quem conhece, ou já conheceu alguma família de japoneses, tem essa impressão.

Isso acontece por vários motivos. Como vieram de outro país a trabalho, e conseguiram relativo progresso, as pessoas têm a impressão de que todos os japoneses merecem respeito e admiração.

De fato, grande parte dos japoneses não passa maiores necessidades. É difícil ver algum descendente de japonês pedindo esmola, por exemplo. Ou ainda, pouco se ouve falar de descendentes de japoneses envolvidos em crimes como roubo, assassinatos, sequestros.

No entanto, é bom ficar de olhos bem abertos. Como em toda sociedade, existem sim os ovelhas-negras, pessoas que resolvem fugir a regra, e acabam sendo recriminadas com ou sem razão.

Uma dessas pessoas apareceu recentemente nas manchetes. É uma jovem de Campo Grande, de apenas 19 anos. Detenta. Descendente de japoneses. Acusada de trafico de drogas. Seu nome é Kettryllen Oshiro, e venceu recentemente um concurso de beleza. Que grande orgulho deve ser para os pais e avós.

http://glo.bo/p0MmZC

Japonesa presa

Japonesa presa

Outra pessoa mais famosa é o político Luiz Gushiken. Segundo a wikipedia,

“Em 2005 Gushiken foi acusado e defende-se em processos em curso junto ao Tribunal de Contas da União e ao Supremo Tribunal Federal. Deixou a Secretaria de Comunicação e perdeu o status de ministro, assumindo a função de Chefe do Núcleo de Assuntos Estratégicos, NAE. Deixou o governo definitivamente em 2006, pouco tempo após a reeleição de Lula.”

Luiz Gushiken

Luiz Gushiken

Em São Paulo, no bairro da Liberdade, temos um ou dois japoneses mendigos. Quem já passou por lá deve ter visto. Diz a lenda que várias famílias de descendentes de japoneses de lá já tentaram ajudá-lo, mas o boa vida simplesmente recusa-se a receber qualquer tipo de ajuda.

Esse não é ele

Esse não é ele

Se levarmos em conta a questão de bom senso, temos na mídia alguns descendentes que tiveram suas atitudes questionadas, por não estarem de acordo com o que “boas famílias” pregam. Estamos falando da famosíssima Sabrina Sato, que além de posar pelada, protagonizou uma das poucos transas no Big Brother Brasil, da rede Globo.

Sabrina Sato

Sabrina Sato

Mais espantoso ainda foi um sequestro ocorrido há mais de 20 anos na cidade de Mogi das Cruzes. Dois estudantes do renomado ITA, de São José dos Campos, sequestraram a filha de uma das famílias mais tradicionais da cidade, os Eroles, de uma empresa de ônibus. Pascoal Katsumi Ishii e Eiji Ishisaki, foram mortos por manterem em cárcere privado (sequestro) Thabata Larissa Eroles Aragão. Diz a lenda que eles foram cobrar uma dívida relativa a contrabando de produtos do Paraguai. Na época, Gil Gomes deu o ar da graça na cidade, chamando o ITA de Instituto de Treinamento de Assassinos. Os dois estudantes foram mortos.

http://www.tvmoginews.com.br/default.aspx?id=3823

No Japão, os descendentes de japoneses são personagens pitorescos das mais variadas tragédias familiares, dignas de Nelson Rodrigues. Brasileiros (sim, brasileiros, pois nasceram no Brasil) descendentes de japoneses aparecem com frequencia nos telejornais japoneses. Mal vistos, são responsáveis por pequenos furtos, desinteligências, e até assassinatos. O brasileiro Adriano Sakamoto (35) é o principal acusado de ter matado a japonesa Yumi Harada (36) grávida de 7 meses dele em Aichi-ken, Kota-cho.

Category: Curiosidades, Interessante, Natureza, Notícias, Pessoas, Vídeos

Tagged:

Leave a Reply