Como Pode?

Icon

Você já se fez essa pergunta hoje?

Quais as diferenças entre a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil – concurso

Então você resolveu prestar concurso público para entrar no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Está estudando com afinco, e tem certeza de que irá passar nos dois. Mas… e se você passar mesmo?

No Banco do Brasil, o cargo inicial é conhecido como Escriturário. Na Caixa Econômica, o nome é Técnico Bancário. Em ambos os casos, são o primeiro nível de uma carreira que pode subir muito. São centenas de cargos comissionados em ambas as instituições, e quem se dedica tem um longo caminho até o topo.

No Banco do Brasil, que é uma instituição de economia mista (meio público, meio privado), a cobrança por resultados parece ser um pouco maior do que na Caixa. O Banco do Brasil tem metas enormes, batendo de frente com os banco privados (Bradesco, Itaú, etc). Por isso, os funcionários têm que se dedicar. Têm que vender. Têm que empurrar produtos se quiserem ser reconhecidos, e subirem na carreira. Isso, sem falar nas outras competências que também são esperadas, como produtividade, integração, pontualidade, etc etc.

Jã na Caixa Econômica diz-se que, por ser um banco totalmente público, a cobrança é menor. O banco seria um banco mais social, como se pode ver pelos “produtos” que são oferecidos lá. Financiamento de casas, FGTS, bolsa disso, bolsa daquilo… funcionários da Caixa Econômica parece que têm mais serviço para fazer, tanto é que as horas extras são bastante comuns por lá. Mas a cobrança, a intimidação velada que se vê nos cargos comissionados do Banco do Brasil, isso não é tão evidente.

Em ambos os bancos, o serviço é o mesmo. Muita papelada, muitos clientes, muitas pendências. Por lidarem com uma variedade enorme de serviços, os funcionários da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil trabalham demais. Mas não podemos nos esquecer do principal: as metas. Todos os dias, impreterivelmente, alguma meta deve ser batida. Seja ela de crédito, de entrega de cartões, de previdência privada, de capitalização, de consórcio… repare que são dezenas de produtos e serviços, cada um com suas particularidades e detalhes. Cada produto tem seu fluxo, seus processos. E com o pouco tempo disponível na agência, é imprescindível que o funcionário saiba pelo menos o básico, para que o negócio não escape quando aparecer a oportunidade.

Pensa que trabalhar em banco é fácil? É só olhar pra cara de um funcionário no final do dia para saber a resposta hehe… mas o trabalho é gratificante. Os benefícios, em ambos os bancos, são muitos. Só o salário inicial que é uma miséria. Mas mesmo assim, por 6 horas diárias de trabalho, dificilmente se encontra serviço que pague melhor, para nível médio.

Vai prestar concurso do banco? Você pode conferir mais informações no site www.concursodobanco.com

Category: Uncategorized

Tagged:

Leave a Reply